Vice-presidente da subseção do Crato denuncia perseguição por parte da OAB

Jonas Gomes de Matos, que é vice-presidente da subseção da OAB/Foto: Reprodução.

O advogado Jonas Gomes de Matos, que é vice-presidente da subseção da OAB em Crato, usou as redes sociais  para denunciar que tem sido perseguido por parte da direção do colegiado.

O jurista conta ter sido expulso da solenidade remota de juramento dos novos advogados e teve o direito de falar negado por parte da comissão que organizava a atividade. "Fui totalmente ignorado e impedido de falar com os novos colegas, alguns amigos de longa data e outros ex-estagiários", escreveu. 

Jonas afirmou que a OAB vive sob domínio de presidentes autoritários. “ O autoritarismo dos atuais Presidentes da OAB-CE e OAB-Crato tem sido naturalizado, sempre tentando calar quem ousa divergir de suas atitudes antidemocráticas”, continua.

O episódio, segundo Jonas, tem deixado muitos colegas apreensivos sobre os rumos que a OAB está tomando. A entidade terá a eleição para a presidência no próximo dia 17 de novembro em todo Ceará.

 O atual vice-presidente declarou que resistirá em defesa da convivência democrática dos diferentes pensamentos que  compõem a OAB. “A defesa por um ambiente respeitoso e democrático será sempre uma luta que vale a pena travar. Não ao autoritarismo dentro da OAB”, finalizou.

Procurado pela reportagem do Papo Reto Cariri, o Presidente da subseção de Crato, Reno Feitosa não respondeu as mensagens até o fechamento desta matéria.

Postar um comentário

0 Comentários