Papo Reto Cariri - Opinião, Notícias e tudo que acontece sem arrodeios
Já ouviu falar de Ciço Bodim, o cantor cheio de estilo que caiu nas graças do Festival Expocrato 
date_range17/07/2018 às 01:08

"Meu estilo é diferente, como se fosse uma salada musical" (FOTO: Divulgação / Expocrato 2018)

Por  Jornalista Felipe Azevedo

A abertura da segunda noite do Festival Expocrato teve um tom especial neste domingo (15). No palco, um sujeito cheio de estilo, cabelo grande, boné e com um "L" na barba cantava forró como se fosse o show mais importante da carreira, e era! Aos 40 anos, o "rei das cabritinha" saiu de Nova Olinda e se emocionou por fazer parte da programação do festival. 

Ele é Cícero da Silva de Lira, o Ciço Bodim. Aos 40 anos, tenta a vida na música desde 2006. O primeiro passo aconteceu quando saiu de sua cidade para trabalhar em Barueri, São Paulo. Entre um turno e outro, montou "Brilho do Sol", sua primeira banda. Sem sucesso, voltou pra casa logo em seguida. 

HISTÓRIA

De volta à Nova Olinda, se aproximou dos políticos da cidade e, durante as festas do município, pediu a oportunidade para subir aos palcos na Noite do Artistas da Terra. Cícero relembra que o Secretário de Cultura á época duvidou do seu talento, mas pagou pra ver. Após cantar três músicas do "forró das antigas", caiu nas graças do público e passou a integrar a programação das festas regionais.

ESTILO MUSICAL

"Meu estilo é diferente, como se fosse uma salada musical", ele diz. Primeiro a se apresentar neste sábado, Ciço Bodim cantou para pouca gente, condição normal nos festivais onde até seis artistas se apresentam por noite. Apesar disso, se apresentou animado e orgulhoso por fazer parte da festa. "Obrigado, meu Deus", ele repetia entre um verso e outro. 

Artistas como Cícero não perdem a essência. Do palco mandou abraço "pra galera de Nova Olinda", repetiu, como de praxe, o nome do prefeitos que o ajudaram na carreira e, como manda a cartilha de um bom forró de raiz, cantou ao lado de dançarinas que coreografavam tudo. 

FESTIVAL EXPOCRATO

"Esse foi o maior show que já fiz na minha carreira, espero que seja o primeiro de muitos. Agradeço à organização da Expocrato 2018 pela oportunidade". Dos festejos das paróquias no interior, Ciço Bodim subiu ao palco antes de Léo Magalhães, principal atração da noite. 

Mas, para ele, o grande artista deste sábado foi ele mesmo, "Pra você que gostou, Deus abençoa, você que não gostou, Deus perdoa", disse ao se despedir do público.

Sobre

Jornalista formado pela UFCA, radialista desde 2013 com passagens por emissoras de rádio de Caririaçu e Juazeiro do Norte. Na televisão, realizei produção jornalistica para Tv Verde Vale de Juazeiro do Norte. No site Miséria, atuei como redator e editor de Cultura. Repórter do Portal News Cariri. Também prestando serviço de Assessoria de imprensa para instituições privadas, artistas e parlamentares.